Entrevista com Chris Pramas (Green Ronin) sobre Dragon Age RPG


Há algumas semanas atrás, a Green Ronin, editora de produtos como True20 e M&M, revelou um acordo com a Bioware, de Baldurs Gate e KOTOR, para a realização de um RPG baseado no futuro jogo Dragon Age. O site Game Banshee fez uma entrevista com Chris Pramas, Dono da Green Ronin, sobre o desenvolvimento do RPG de mesa. Confira aqui o original e abaixo uma tradução feita 

– Para começar, você pode nos dar algumas poucas informações sobre você e a Green Ronin? Quais outros produtos de RPG você criou e publicou no passado?

Eu me tornei game design profissional em 1993, e tenho estado trabalhando na industria desde então em multiplas tarefas: como escritor free lancer; na equipe de desing; diretor criativo, dono de companhia, e presidente. Eu tenho trabalhado em muitos RPGs, e escrito e/ou desenvolvido centenas de livros e artigos para revistas. Eu tive um contrato de 4 anos com a Wizards of The Coast, trabalhando com D&D e o jogo de miniaturas Chainmail.

Eu comecei a Green Ronin em 2000, enquanto estava na WotC. Eu trabalhava no Chainmail nesta época e queira manter um dedo na fatia do mercado RPG. Eu não tinha planos grandioso no inicio. Eu queria publicar um jogo leve e simples que eu havia desenvolvido com Todd Miller chamado Ork! The RPG. Então eu pensei em assumirmos um risco e fazer uma aventura usando a ainda não testada Open Game License e ver como nós iriamos. Eu escrevi Morte em Porto Livre e nós a lançamos na GenCon 2000, no mesmo dia do lançamento do Livro do Jogador da Terceira Edição. Ela foi um grande sucesso e a companhia se expandiu rapidamente. No tempo que eu sai da WotC, em 2002, eu estava apto para dar o passo trabalhndo na Green Ronin de tempo integral.

No decorrer de 9 anos a Green Ronin publicou mais de 100 livros e jogos. Eu acho que deveria saber exatamente qual a quantidade de livros jogador mas eu perdi as contas há alguns anos atrás. Nosso maior sucesso tem sido o Mutantes e Malfeitores, um RPG de super-heróis que esta agora na segunda edição. Em adição a uma longa linha de produtos do sistema d20, nós temos também publicado o True20 Adventure Roleplaying, Spaceship Zero, Blue Rose e o Faery’s Tale Deluxe. Nosso jogo mais recente é o Song of ice and Fire RPG, baseado na fantásticas série de fantasia de George R.R Martin

Nós também ficamos 3 anos trabalhando como designer para a Games Workshop. Eu desenvolvi a segunda edição do Warhammer Roleplay e nós trabalhamos com a GW e criamos cerca de 20 livros de suporte para esta linha

– Como as negociações para Dragon Age efetivamente surgiram? Você se aproximou da BioWare, ou foi de outra forma?

Eles se aproximaram de nós e conversamos sobre o assunto durante algum tempo. Nós estavamos, claro, totalmente interessados. Eu adoro os jogos da BioWare. Eu raramente tenho encontrado tempo para terminar jogos de computador, mas eu finalizei Knights of The Old Republic duaz vezes [ uma pelo lado da luz e outra pelo lado negro] Eu fiquei bastante animado com Dragon Age por escutar a frase “o sucessor espiritual de Baldur’s Gate”

– Como tem sido trabalhar em um projeto que foi originalmente concebido por outra equipe? Você tem alguma pessoa da BioWare a sua disposição a qualquer hora para quaisquer questões que apareçam durante o desenvolvimento do RPG de mesa?

A Green Ronin já fez muitos RPG licenciados no passado: Black Company, Thieves World, The Nocturnals, Red Star, e A Song of Ice and Fire. Trabalhar com Dragon Age tem sido muito próximo de como as coisas foram quando estavamos  fazendo o Warhammer Fantasy Roleplay. Em ambos os casos nós estavamos trabalhando com uma companhia e usando as mesmas propriedades de uma jogo em uma categoria diferente. Então o que importa é decidir como expressar o mundo de jogo em estilo de jogo. Eu viajei para Edmoton e me reuni com várias pessoas do grupo de Dragon Age. Ele me deram muitas informações e conversamos sobre qual seria a abordagem do RPG. Desde então nós temos nos comunicado na maioria das vezes via e-mail e algumas vezes por telefone. Meu contato regular é Mark Darrah, e ele tem sido ótimo e respondido todos os meus questionamentos

– A quanto tempo você vem trabalhando nas regras para o RPG de Dragon Age, e você antecipou alguma dificuldade na data do lançamento conjunto em Setembro? Quanto de trabalho ele ainda precisa para estar pronto?

A cerca de um ano, mais ou menos nesta mesma época do ano passado eu estava pensando e fazendo anotações. O calendário é bem inflexivel para o que nós estamos tentando fazer, mas este é o mercado de jogos. Neste momento eu continuo precisando finalizar o texto da primeira versão, o que significa incorporar a resposta dos playtestsm desenvolver algum material que outros autores contribuiram, e escrever algum material mais leve [como conselhos para o Mestre]

– O fãs de longa data da BioWare estão provavelmente mais familiarizados com os jogos de RPG associados com Dungeons & Dragons. De que forma as regras de Dragon Age serão similares/diferentes das e D&D?

Assim como D&D e vários outros jogos publicados ao longo dos anos, Dragon Age é um sistema de classes e niveis. Semelhante ao jogo de computador, o RPG possui 3 classes: Mago, Ladino e Guerreiro. Ele é diferente em muitos outros pontos. Ele usa apenas dados de 6 faces, e usa um sistema de magia por pontos ao invés do sistema Vanciano, e não tem sistema de alinhamento no inicio

– O novo jogo de RPG de mesa é descrito como “fácil de aprender”. Quais foram os passos dados para assegurar que o esta versão do RPG não tenha uma curva de aprendizado muito dificil para veterano entusiastas do RPG e para iniciantes?

Nosso primeiro lançamento é um box set o que presume nenhuma necessidade de experiencia com outros RPG. Ele é desenvolvido de uma forma que ensine as pessoas a jogar, então ele tem várias dicas e exemplos. Acima disto tudo, o sistema é simples e não é tão complicado quanto a Terceira e Quarta edições de D&D.Tudo funciona com testes de habilidade, então você rola 3d6 e soma um número para ter seu resultado

– Quantos livros de regras os sistema compreenderá inicialmente, e o que cada um destes livros cobrirá? Você estará usando as artes-conceituais da BioWare e outros ilustradores dentro destes livros?

O box set terá 2 livros [um Guia do Jogador e um Guia do Mestre],um mapa poster de Ferelden e 3 dados de 6 faces. O Guia do Jogador apresenta o RPG de uma forma geral e este jogo especificamente. Ele mostra como fazer um personagem e dá para você os 5 primeiros livros de cada classe. O Guia do Mestre ensina arte de como mestrar e inclui uma aventura que você pode usar para começar sua campanha. Ambos os livros terão arte criada pela BioWare, assim como novas artes que nós estamos fazendo.

– Se a versão RPG de mesa do jogo for um sucesso, você pretende expandir a oferta inicial com mais livros e modulos? O que você gostaria de ver neste projeto neste primeiro ano? E em cinco anos?

Sim queremos. Como eu mencionei, o primeiro conjunto de livros cobre os niveis de 1 á 5. Nós faremos novos conjuntos que combriram os niveis 6 á 10, 11 á 15 e 16 á 20. Nós daremos suporte ao jogo com aventuras e outros materiais. O que eu gosto nesta abordagem é que nós não estamos pedindo que você compre um conjunto inicial e depois o “jogo real”. O conjunto inicial é o jogo e você irá apenas construi-lo em cima dele.

Em um ano eu gostaria de ver um segundo conjunto e o nascimento de uma comunidade de jogadores de Dragon Age. Em cinco anos eu espero ver um grupo inteiro de errepegistas que entraram no hobby por causa do Dragon Age. Tradicionalmente, a maioria das companhias de RPG deixa a captação de sangue-novo para quem esta publicando D&D. Eu acho que nós precisamos de mais jogadores e estou fazendo o meu melhor para fazer alguns.

– Abdicações frequentemente tem de ser feitas para trazer as regras de RPG para um video game. Como você esta trabalhando no processo inverso neste projeto, o que você esta buscando para dar vida ao conteúdo de Dragon Age: Origins [pericias; magias; conhecimento, etc] e acomoda-lo em um RPG de mesa?

O jogo de computador e o RPG de mesa compartilham certos elementos principais, mas desde o começo a BioWare entendeu que nosso jogo não poderia ser uma transliteração deles. O designer chefe me disse que eu não deveria usar o sistema de resolução deles, por exemplo. Então você verá as mesmas magias e classes, mas não deveria presumir que tudo é igual como é no Dragon Age: Origins

– Qual é o preço que nós deveriamos esperar para os livros de regras de Dragon Age, e eles estarão disponiveis em formato eletronico? Algum plano em incluir o RPG básico com a edicão de colecionador de Dragon Age: Origins?

O primeiro conjunto sairá por $29.95 e nós temos planos de oferecer as regras no formato .pdf. Eu adoraria incluir nosso jogo em uma versão de colecionador de Dragon Age: Orgins, mas eu não acho que há tempo para que isto seja feito

Este artigo fui publicado originalmente no site http://www.paragons.com.br/entrevista-com-o-chris-pramas-green-ronin-sobre-o-rpg-dragon-age/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s